É Seguro vir à Clínica das Conchas

É Seguro vir à Clínica das Conchas
11.05.2020

É seguro ir à Clínica das Conchas?

Sim, é seguro ir à Clínica das Conchas porque se implementou um conjunto alargado de medidas de segurançade acordo com as normas da DGS e da OMS que garantem a prestação de cuidados com máximo cuidado e segurança.

Há restrições nas entradas da Clínica?
Sim. O protocolo de entrada e estadia na Clinicafoi organizado por forma a garantir a segurança de utentes e profissionais. 

Em particular, no momento de entrada é feito um controlo com medição de temperatura corporal (termómetro sem contacto) e identificação de sintomas respiratórios. Será sempre necessário o uso de máscaras e higienização das mãos.

E se detetarem que tenho temperatura > 38º?
Qualquer pessoa que chegue àClinica com hipertermia (≥ 38ºC) e/ou sintomas respiratórios é recusada a entrada e aconselhada a contactar  a Linha Saúde 24.

É necessária utilização de máscara na Clínica?
À entrada da clinica o utente deverá ser portadora de máscara (não a tendo a mesma poderá ser adquirida na recepção) de modo a proteger todos os utentes e profissionais de saúde.

É ainda obrigatória a desinfeção e higienização das mãos nos dispensadores da entrada.

Para garantir a correta utilização das máscaras, estão disponíveis cartazes com ensinamentos sobre como colocar e retirar as mesmas de forma adequada.

Que cuidados garantem nas salas de espera?
A Clínica implementou uma conjunto de medidas que visam garantir a segurança de clientes e profissionais nas salas de espera e zonas comuns, entre as quais: 

  • Desinfeção regular de todos os espaços comuns, para além dos espaços de prestação de cuidados de saúde, naturalmente;
  • Aumento do espaçamento entre postos de atendimento
  • Sinalização, através de marcas e sinalética no chão, da distância necessária a respeitar nas filas de espera para a receção;
  • Identificação mais eficaz de casos de atendimento prioritário, como idosos, grávidas e crianças menores de 2 anos;
  • Redução da capacidade dos locais destinados à espera dos clientes para garantir adequado distanciamento social.

Que tipo de proteção usam os profissionais da Clínica?
Todos os profissionais  utilizam os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) adequados à prestação de cuidados ao doente, em consonância com as normas da DGS e em algumas situações até acima dos critérios preconizados pelas autoridades de saúde e de acordo com o risco associado em cada procedimento. 

A Clínica realiza formação periódica a todos os profissionais de saúde acerca da correta colocação e utilização dos EPIs que visam contribuir para o aumento dos níveis de segurança e proteção de todos os doentes e profissionais de saúde. 

Como a Clínica está a minimizar os riscos de transmissão?
De modo a complementar as restantes medidas de prevenção, a Clínica está a ainda a reforçar, regularmente: 

  • A importância da higienização das mãos entre clientes e profissionais:
    • Adesão adequada e estrita à higienização das mãos por todos os colaboradores;
    • Promoção junto dos doentes das medidas de higienização das mãos;
    • Colocação de solução antissética de base alcoólica em locais de maior contacto, incluindo junto ao balcão de admissão (check in). 
  • A divulgação e promoção do cumprimento das medidas de etiqueta respiratória:
    • Evitar tossir ou espirrar para as mãos;
    • Tossir ou espirrar para o braço ou manga com cotovelo fletido ou cobrir com um lenço de papel descartável;
    • Usar lenços de papel descartáveis para assoar, depositar de imediato no contentor de resíduos e lavar as mãos;
    • Se usar as mãos inadvertidamente para cobrir a boca ou o nariz, lavá-las ou desinfetá-las de imediato.